Você sabe qual é a estratégia da sua organização? E quanto tempo você dedica a desenvolver essa estratégia a cada mês?

Se você dedica pouco tempo, saiba que não está sozinho. De acordo com a pesquisa da Harvard Business Review, 85% das equipes de liderança executiva passam menos de uma hora por mês discutindo estratégia e 50% não passam tempo algum. A pesquisa também revela que, em média, 95% dos funcionários de uma empresa não entendem sua estratégia.

Não é de se admirar, então, que 90% das empresas falhem em cumprir suas metas estratégicas. Antes que uma organização possa colher os frutos de sua estratégia de negócios, o planejamento deve ocorrer para garantir que ela permaneça ágil e exequível.

Neste artigo vamos dar uma olhada no que é planejamento estratégico e como ele pode beneficiar sua organização.

O que é planejamento estratégico?

O planejamento estratégico é a arte de criar estratégias de negócios, implementá-las e avaliar os resultados da execução do plano, em relação às metas ou desejos gerais de longo prazo de uma empresa.

É um conceito que se concentra na integração de vários departamentos (como contabilidade, finanças, marketing e recursos humanos) dentro de uma empresa para atingir seus objetivos estratégicos.

O conceito de planejamento estratégico tornou-se originalmente popular nas décadas de 1950 e 1960 e gozou de popularidade no mundo corporativo até a década de 1980, quando caiu em desuso. No entanto, o entusiasmo foi revivido na década de 1990 e continua relevante nos negócios modernos.

Processo de planejamento estratégico

O processo de planejamento estratégico requer reflexão e planejamento consideráveis ​​por parte da alta administração da empresa. Antes de estabelecer um plano de ação e, em seguida, determinar como implementá-lo estrategicamente, os executivos podem considerar muitas opções possíveis.

No final, a gestão de uma empresa irá, esperançosamente, definir uma estratégia que tem mais probabilidade de produzir resultados positivos, geralmente definidos como melhorar os resultados financeiros da empresa, e que pode ser executada de uma maneira econômica com uma alta probabilidade de sucesso, evitando riscos financeiros indevidos.

O desenvolvimento e a execução do planejamento estratégico consistem normalmente em três etapas críticas:

1. Formulação de estratégia

Na etapa de formulação de uma estratégia, a empresa primeiro avaliará sua situação atual, realizando uma auditoria interna e externa. O objetivo disso é ajudar a identificar os pontos fortes e fracos da organização, bem como oportunidades e ameaças (Análise SWOT).

Como resultado da análise, os gerentes decidem em quais planos ou mercados eles devem se concentrar ou abandonar, como alocar melhor os recursos da empresa e se devem tomar ações como expandir as operações por meio de uma joint venture ou fusão.

As estratégias de negócios têm efeitos de longo prazo no sucesso organizacional. Normalmente, apenas os executivos da alta administração estão autorizados a atribuir os recursos necessários para sua implementação.

2. Implementação da estratégia

Depois que uma estratégia é formulada, a empresa precisa estabelecer metas ou objetivos específicos relacionados a colocar a estratégia em ação e alocar recursos para sua execução.

O sucesso do estágio de implementação é frequentemente determinado pelo quão bom é o desempenho da alta administração no que diz respeito a comunicar claramente a estratégia escolhida em toda a empresa e fazer com que todos os seus funcionários “aceitem” o desejo de colocá-la em ação.

A implementação eficaz envolve o desenvolvimento de uma estrutura sólida para implementar a estratégia, maximizar a utilização dos recursos relevantes e redirecionar os esforços de marketing em linha com as metas e objetivos traçados.

3. Avaliação da estratégia

Qualquer empresário experiente sabe que o sucesso hoje não garante o sucesso amanhã. Por isso, é importante que os gerentes avaliem o desempenho de uma estratégia escolhida após a fase de implementação.

A avaliação da estratégia envolve três atividades cruciais: revisar os fatores internos e externos que afetam a implementação da estratégia, medir o desempenho e tomar medidas corretivas para tornar a estratégia mais eficaz.

Por exemplo, após implementar uma estratégia para melhorar o atendimento ao cliente, uma empresa pode descobrir que precisa adotar um novo programa de software de gerenciamento de relacionamento com o cliente (CRM) para obter as melhorias desejadas.

Todas as três etapas do planejamento estratégico ocorrem em três níveis hierárquicos: alta administração, média administração e níveis operacionais. Assim, é imprescindível fomentar a comunicação e a interação entre colaboradores e gestores em todos os níveis, de forma a auxiliar a empresa a operar como uma equipe mais funcional e eficaz.

Benefícios do planejamento estratégico na evolução do negócio

A volatilidade do ambiente de negócios faz com que muitas empresas adotem estratégias reativas em vez de proativas. No entanto, as estratégias reativas normalmente só são viáveis ​​no curto prazo, embora possam exigir o gasto de uma quantidade significativa de recursos e tempo para serem executadas.

O planejamento estratégico ajuda as empresas a se preparar proativamente e a abordar os problemas com uma visão de longo prazo. Ele permite que uma empresa inicie a tomada de ação em vez de apenas responder às situações.

Entre os principais benefícios derivados do planejamento estratégico estão os seguintes:

1. Ajuda a formular melhores estratégias usando uma abordagem lógica e sistemática

Geralmente, esse é o benefício mais importante. O próprio processo de planejamento estratégico contribui significativamente para melhorar o desempenho geral de uma empresa, independentemente do sucesso de uma estratégia específica.

2. Melhor comunicação entre empregadores e funcionários

A comunicação é crucial para o sucesso do processo de planejamento estratégico. Ela é iniciada por meio da participação e do diálogo entre gestores e colaboradores, o que demonstra o comprometimento com o alcance dos objetivos organizacionais.

O planejamento estratégico também ajuda os gerentes e funcionários a demonstrar comprometimento com os objetivos da organização. Isso ocorre porque eles sabem o que a empresa está fazendo e as razões por trás disso.

Ele torna reais as metas e objetivos organizacionais, e os funcionários podem entender mais facilmente a relação entre seu desempenho, o sucesso da empresa e a remuneração. Como resultado, tanto funcionários quanto gerentes tendem a se tornar mais inovadores e criativos, o que estimula o crescimento da empresa.

3. Capacita os indivíduos que trabalham na organização

O aumento do diálogo e da comunicação em todas as fases do processo fortalece o senso de eficácia e importância dos funcionários no sucesso geral da empresa.

Por esse motivo, é importante que as empresas descentralizem o processo de planejamento estratégico, envolvendo gerentes de nível inferior e funcionários em toda a organização.

Desenvolva seu negócio pelo planejamento estratégico

Um número crescente de empresas usa o planejamento estratégico para formular e implementar decisões eficazes. Embora ele exija uma quantidade significativa de tempo, esforço e dinheiro, um plano estratégico bem elaborado promove de maneira eficiente o crescimento da empresa, o cumprimento de metas e a satisfação dos funcionários.

E a Startwp está aqui para te ajudar a desenvolver o planejamento estratégico ideal para a evolução do seu negócio. Aqui, contamos com empresas especializadas em nosso ecossistema que te acompanharão desde a implementação de uma nova estratégia até o alcance e análise dos resultados.

Entre em contato conosco hoje mesmo e obtenha resultados incríveis para o seu negócio.

Quer saber mais sobre este e outros assuntos? Acesse nosso blog e mantenha-se informado!